Migrantes asiáticos são explorados no setor agrícola de Portugal



Data de emissão:

Portugal assistiu a um boom agrícola desde 2018, em grande parte graças à mão-de-obra barata da Ásia gerida por redes mafiosas. As instituições de caridade para migrantes estimam que cerca de 30.000 trabalhadores da Índia, Nepal, Tailândia e Paquistão trabalham em campos de brócolis, colhem frutas vermelhas e tomates em estufas ou colhem uvas em vinhedos. Em troca, eles recebem baixos salários e difíceis condições de vida. Isso é relatado por nossos correspondentes regionais.



Source link

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish